sábado, 24 de abril de 2010

Fumantes têm mais tendência a engordar do que os não fumantes

Pesquisa espanhola desmente o fumo como forma de manter-se mais magro

Um novo estudo da Universidade de Navarra, na Espanha, concluiu que fumantes ativos e pessoas que pararam de fumar têm mais tendência a engordar do que os não fumantes. O resultado vai contra o mito de que manter o vício na nicotina ajuda a se manter mais magro.
Durante 50 meses, 7.565 pessoas foram analisadas pela idade, sexo, índice de massa corporal e estilo de vida. Neste último, foram avaliados quesitos como atividade física e sedentarismo, hábitos alimentares e o consumo de fast food e álcool.

cigarroO ganho de peso em pessoas que pararam de fumar durante o estudo foi maior e foi verificado que eles  fumavam mais cigarros por por dia quando a investigação começou. Entre os que continuaram fumando, estes também ganharam mais peso durante o estudo do que os não fumantes.

Os pesquisadores confirmam que a nicotina não é uma forma efetiva de prevenir a obesidade. Para eles, o estudo demonstra que o aumento de peso, especialmente entre ex-fumantes e fumantes, continua com o fumo ou não.

A maioria dos pesquisadores que estuda a relação entre obesidade e nicotina observa que, embora haja um aumento de peso após deixar o cigarro, não há variações notáveis deste ganho de peso.