sábado, 22 de novembro de 2008

Por dentro dos novos tratamentos com células-tronco - Parte 6

Cérebro

Uma das grandes promessas das células-tronco é a possibilidade de criar novos neurônios para combater doenças como os males de Alzheimer e Parkinson, ou de evitar a morte de neurônios nos casos de acidente vascular cerebral (AVC). Os cientistas estão longe de conseguir algo concreto. Mas dão os primeiros passos. A segurança do tratamento com células-tronco adultas, quando implantadas no cérebro de pacientes que acabaram de sofrer um AVC, está sendo testada por pesquisadores de quatro instituições brasileiras.

Durante o AVC, ocorre uma hemorragia ou o bloqueio de uma artéria do cérebro. Aquela região fica sem irrigação sanguínea, e os neurônios morrem. No caso desse estudo, apenas pacientes que não tiveram hemorragia podem participar. Células-tronco da medula óssea do próprio paciente são injetadas na artéria femoral por um cateter que as leva até a artéria do cérebro.

A pesquisa, que incluirá 50 pacientes, deverá acabar até o fim do ano. Até agora, 30 já receberam o implante. “Alguns pacientes passaram pelo tratamento há dois anos e não tiveram nenhuma complicação. É sinal de que a técnica não oferece riscos”, afirma a neurocientista Rosália Mendez-Otero, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, coordenadora do projeto. Entre os riscos estudados está a possibilidade de as células-tronco entupirem outros vasos ou de serem consideradas células estranhas, o que poderia causar um ataque epilético.

A equipe de Rosália observou – por meio de marcadores químicos nas células – que elas haviam passado dos vasos sanguíneos para a parte do cérebro que ficou sem oxigênio. “Acreditamos que as células de medula liberam substâncias que impedem a morte dos neurônios que estão ‘doentes’ por causa da falta de oxigênio”, diz Rosália. As células-tronco parecem liberar substâncias que impedem a ocorrência de reações químicas que levam os neurônios à morte. “Elas funcionam como uma fabriqueta biológica que produz remédio para os neurônios doentes”, afirma.

Pesquisadores do Rio Grande do Sul já encerraram a primeira fase desse mesmo projeto. Vinte pacientes participaram do estudo. Segundo o neurologista Jaderson da Costa, diretor do Instituto de Pesquisas Biomédicas da PUC-RS, seis dos pacientes se recuperaram totalmente em três meses – readquiriram movimentos e a fala, nos casos em que ela havia sido afetada.

Outros oito não recuperaram totalmente os movimentos, mas melhoraram a ponto de não depender de outras pessoas para realizar atividades do dia-a-dia. “Nesse tipo de AVC, 75% dos pacientes apresentam seqüelas graves ou morrem em três meses. No estudo, 70% se recuperaram no primeiro semestre. Se temos um resultado inverso ao que as estatísticas apontam, isso mostra que o procedimento deu certo”, afirma. Para comprovar a eficácia, ainda é preciso fazer um novo estudo, que deverá começar no segundo semestre. Cem pacientes serão acompanhados por várias instituições e haverá um grupo controle, para comparação, que não receberá o tratamento.

Ainda não há certeza do que ocorreu com as células-tronco no cérebro dos pacientes. Exames de ressonância magnética mostraram uma maior ativação das áreas do cérebro afetadas pelo AVC. Segundo o neurologista Maurício Friedrich, houve um aumento na rede de artérias que irrigam essas áreas. Possivelmente em razão do estímulo provocado pelas substâncias liberadas pelas células-tronco. E não pela transformação delas em células do cérebro.

Essas questões ainda estão em aberto, mas voluntários como o funcionário público Agilberto Domingos Carpeneto, de 50 anos, estão ajudando a respondê-las. Ele sofreu um AVC no fim de 2005 e foi submetido ao implante. Saiu do hospital sem movimentar nem sentir o lado esquerdo do corpo. Começou a fazer fisioterapia. Foram oito meses de sessões diárias de uma hora. Aos poucos, começou a recuperar a capacidade de realizar tarefas corriqueiras, como amarrar o cadarço dos sapatos.

Seis meses depois de sofrer o derrame e de as células-tronco terem sido injetadas, o gaúcho teve uma grande vitória: foi dirigindo para o trabalho. Nunca imaginou que aqueles 8 quilômetros pudessem ser tão saborosos. Hoje, quase dois anos depois do procedimento, Carpeneto ainda tem dificuldades para movimentar os dedos da mão esquerda. “A agilidade da mão esquerda para digitar no computador é bem menor que a da direita”, diz Carpeneto. Ele também nota uma pequena dificuldade para caminhar, arrasta um pouco a perna esquerda. Mas isso não o impede de caminhar 6 quilômetros, três vezes por semana. Algo impensável há seis meses. Se sua recuperação é extraordinária, Carpeneto não sabe. “Nunca tinha tido um derrame antes, graças a Deus. Como vou comparar?”, afirma. Se fosse preciso, diz que faria tudo novamente.

As limitações da técnica:
- Só podem participar pacientes que não sofreram AVC do tipo hemorrágico.
- O implante tem de ser feito até uma semana depois do AVC.

29 comentários:

  1. Gostaria de obter maiores informações....Faz dez dias q minha mãe sofreu um avc.....perdeu o movimento do braço e perna esquerda.....iniciou a fisioterapia imediatamente.....já recuperou boa parte da sensibilidade....O Implante de células tronco só é possível até uma semana após o avc? Aonde posso obter maiores informações....?
    renatomartim@ig.com.br
    obrigado

    ResponderExcluir
  2. sou medico minha mãe teve 2 avc há 1ano um hemorragico outro esquemico ambos frontais com perda da fala e alguns poucos movimentos.gostaria de tentar com suas propias celulas tronco direto no ventriculo;ela esta bem lucida e bem controlada clinica/fgrinspun@uol.com.br obrigado aguardo resp breve.

    ResponderExcluir
  3. Minha sobrinha teve um quadro clinico de leucemia diagnosticado no mes de junho do ano passa, fez o tratamento e tudo cero. em dezembor de 2008 apos os tratamentos de quimioterapia sua imunidade baixou e então a surpresa, uma peneumonia, infecção generalizada.
    Quadro sob controle e e surge um AVC fez cirurgia no dia 12/01/2009 Uti até o dia 02/02/09.
    Bem gostaria de saber qual são as possibilidades de implantar celulas tronco.
    Meu e-mail. cissaper@yahoo.com.br
    No AGUARDO
    Cissa

    ResponderExcluir
  4. MInha sobrinha nasceu perfeita aos 6anos de idade ela apresentou dificuldade motora foi diagnosticado distrofia muscular progressiva hj com 14anos a coluna disforme,ela ainda caminha, vai a escola,e muito ativa, gotaria de saber as possibilidade de implantar celulas tronco.Aguardo resposta. ruth.helder@hotmail.com 10de março de 2009 17h56 RUTH

    ResponderExcluir
  5. Sou Aluno de Biomedicina...e o AVC é uma otima fonte de estudos, vamos todos estudar sua fisiologia e entender para achar a sua reversao pacial ou ate total. Biomedicina é bom de mais!!!! Fits. Maceio - AL

    ResponderExcluir
  6. Prezados Amigos,
    Minha mãe sofreu um AVC hemorrágico em out/2005, com importantes sequelas: lado direito totalmente paralisado e muitas dificuldades na fala, embora lúcida.
    Desde então, faz exercícios de fisioterapia e fonoaudiologia com discreto sucesso, permanecendo dependente de uma enfermeira 100% do tempo. Hoje ela está com 70 anos.
    Alguma possibilidade de participarmos dos testes com células-tronco? Temos muito interesse, se isto for viável. Somos do Rio de Janeiro e temos como custear as despesas.
    Muito grato,
    César David
    (crdavid@uol.com.br)

    ResponderExcluir
  7. Prezados Amigos,
    Minha mãe sofreu um AVC hemorrágico em junho de 2006, com importantes sequelas: lado direito totalmente paralisado e muitas dificuldades na fala, e pouco lúcida.
    Desde então, faz acompanhamento com Neuro e cardio, faz exercícios de fisioterapia, hidroterapia e fonoaudiologia com discreto sucesso, permanecendo dependente 100% do tempo. Hoje ela está com 51 anos.
    Alguma possibilidade de participarmos dos testes com células-tronco? Tenho muito interesse, se isto for viável, ou se for dar uma melhor qualidade de vida a ela.

    Grato.
    Alexssandra Milanese Hara
    Foz do Iguaçu- Pr
    alemilanese@ig.com.br

    ResponderExcluir
  8. minha vó sofreu avc isquemico há mais de uma ano na tentativa de revertê-lo numa cirurgia ficou vegetativa teria como as celulas tronco ajudá-la? e se sim, como posso conseguir o tratamento? meu e-mail eh brasil.ciacom@hotmail.com

    ResponderExcluir
  9. boa dia.
    Meu irmão teve minigite aos 7 anos (hoje com 19) e ficou comprometido sua fala e compreensão, e os movimentos do braço esquerdo. gostaria de saber se há possibilidade de tratamento com as celulas tronco.
    obrigada
    maymagalhaes@hotmail.com

    ResponderExcluir
  10. Minha mãe sofreu um AVC hemorrágico há um mês aproximadamente, eu li que este tratamento com célula-tronco não se aplica ao caso do AVC Hemorrágico, mas sim ao isquêmico. Houve alguma evolução neste sentido visando o tratamento do AVC Hemorrágico? Tem alguma técnica ou remédio no mundo que possa minimizar as sequelas deixadas pelo AVC Hemorrágico, exceto as já conhecidas como fisio fono entre outras?

    Grato

    Marcelo Mendes
    tel: (021) 7845-8217
    email: marcelomendes_rio@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  11. MINHA IRMÃ TEM DIAGNOSTICO DE ATAXIA DE MACHADO JOSEPH É CADEIRANTE , É POSSIVEL ESTE IMPLANTE DE CELULAS NESTA PATOLOGIA, GOSTARIA DE MAIS IMFORNAÇÕES., OBRIGADA E-MAIL
    marilda-martins@bol.com.br

    ResponderExcluir
  12. Tive um AVC EM MARÇO/2007, fiquei com perda de mobilidade dos membros do lado esquerdo (mão, braço, perna e pé).
    Gostaria de tentar o uso de celulas tronco, no sentido de buscar a regeneração dos neuronios da região afetada no cerebro.
    Se alguem souber como devo proceder para me candidatar a ter este pedido atendido ou encaminhado, eu agradeço muitissimo.
    Meu email para contato é sidneycor@terra.com.br

    ResponderExcluir
  13. Bom dia, meu pai teve um avc isquemico a aproximadamente 7 anos...e quer muito ser voluntário nas pesquisas com células tronco..como devo proceder para ajuda-lo??? meu email..denise.domingues26@bol.com.br.
    Grata

    ResponderExcluir
  14. Minha querida filha (esteve no colo do Papa João Paulo II em 03/07/1980) está há 31 anos no leito, devido à paralisia cerebral congênita.
    S o f r e m o s m u i t o . . .
    Gostaríamos da prestimnosa obsequiosidade de informar-nos se Instituições brasileiras já realizam IMPLANTE DE CÉLULAS TRONCO para o cérebro. Auxiliem-nos fraternalmente poia TODOS nós, ALGUM DIA, não estaremos mais no Planeta Terra.
    "email": shalompazshalom@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  15. Olá, minha pergunta é parecida com outra acima, minha mãe sofreu um AVC hemorrágico e gostaria de saber se as celúlas tronco estão sendo utilizadas também para esse tipo de AVC ou se existem algum avanço em tratamentos para esse tipo de AVC. Grata

    ResponderExcluir
  16. Boa Noite,

    Minha irmã tem uma doença chamada sindrome de Pomes(Já apresenta todos os sintomas), queria saber se existe tratamento com celula tronco para essa doença devastadora...alguns sintomas: contrações nas pernas que deixara sem andar e causa muita dor(usa remedio a base de morfina para controlar a dor,"que não adianta muito"), melanoma na coluna que comprime os nervos almentando as dores, pele dura, hipertenção pulmonar(toma bulsetana para poder respirar), a doença modificou toda a sua vida, quero saber se existe algum tratamento pra mesma,e como cadastra-la.Desde então agradeço.E-mail: Romeldo33@hotmail.com

    ResponderExcluir
  17. MINHA MÃE SOFREU UM AVC HEMORRÁGICO EM 27 DE JUNHO 2010,PASSOU POR UMA CIRURGIA E ATÉ ENTÃO O SEU NÍVEL DE CONSCIENCIA É MÍNIMA E,NÃO MOVIMENTA OS MEMBROS.GOSTARIA DE OBTER MAIORES INFORMAÇÕES SOBRE ALGUMA TÉCNICA NOVA OU REMÉDIO QUE POSSAM DIMINUIR AS SEQUELAS. MEU EMAIL PARA CONTATO É NALDO.SILL@HOTMAIL.COM.BR

    ResponderExcluir
  18. Meu irmão teve um AVC em 22/12/2009, ficando 45 dias no CTI, descobrimos que além desse diagnóstico haveria a possibilidade de ser soro positivo, nos teste rápdos foram feitos vários teste, sendo que hora dava positivo ora dava negativo. Ficando internado 4 meses a expectativa dos médicos nunca foram positivas, eles sempre afirmavam que seria um paciente vegetativo, sem andar, sem falar, grau intenso de demência e ia respirar sempre por um aparelho ou carregando uma bomba de oxigênio.Conversei com os médico e disse que não aceitaria esse diagnóstico nunca!e ia fazer de tudo para colocar meu irmão de pé denovo. Ele saiu dia 22/04/2010 do hospital com uma escara enorme, mas respirando sozinho e sem traqueostomia, ele faz fisioterapia 3 vezes na semana, fez uma avaliação de fono e segundo a médica ele 99% de voltar a falar, ele esta começando a mexer lentamente e levemente os braços e repucha as pernas, contrariando todo o diagnóstico dos médicos. Esta fazendo frases através do abecedário. Ele esta desnitrido, mas esta recuperando ao pouco. Peço se for possível inscreve-lô também no programa de (celula troca) ou me mande o endereço para que posso entrar em contato. Muito obrigado. Meu email é simonediacui@ig.com.br

    ResponderExcluir
  19. eu tive um avc em junho de 2007. eu tive uma paralizia do lado esquerdo. já comecei a fisioterapia, mas a melhora é lenta. eu queo saber sobre a possibilidade das células tronco. meu avc foi is qémico
    meu email é lua.midia1@hotmail.com

    ResponderExcluir
  20. eu tive um avc em junho de 2007. avc isquémico. eu quero informações sobre o implante de célulkas tronco. como é possível conseguir. meu email é lua.midia1@hotmail.com

    ResponderExcluir
  21. eu tive um avc isquémico em junho de 2007. eu preciso mais informações sobre o implante de células tronco e como ter acesso. meu email é lua.midia1@hotmail.com

    ResponderExcluir
  22. Meu marido sofreu parada respiratória após infarto. Apresenta quadro de encefalopatia anoxica. O uso de células tronco poderia ajudar em sua reabilitação? Obrigada.
    mariaizilda@uol.com.br

    ResponderExcluir
  23. gostaria de saber se uma adolescente q tem um leve retardamento mental tem ulguma chance com o tratamento de celula tronco?Meu email é zuleidegalvao@hotmail.com

    ResponderExcluir
  24. Acabei de postar um comrntário porém esqueci de informar meu e-mail - para que enviem a resposta da minha dúvida, sou Mônica q teve um AVC isquêmico há 1 a e 5 m. grata, Mônica
    e-mail: mpreihs@hotmail.com

    ResponderExcluir
  25. Olá meu pai possui uma doença hereditária chamada de CADASIl é teve um avc isquemico,a um ano ficou com dificuldades na fala e movimento do braço,gostaria de maiores informações para participar de estudos sobre celula tronco.Na minha familia já perdemos um tio e avó com a mesma doença,procuro não só para meu pai mas para esta doença terrivel que afeta minha familia.

    Fabio Paes
    nazatell@gmail.com

    ResponderExcluir
  26. Minha mãe sofreu um segundo AVC em 15/06/11 e perdeu um pouco da sensibilidade do lardo esquerdo, o lado direito já é paralisado por conta do primeiro AVC que ocorreu há uns 8 anos atrás.
    O primeiro foi hemorrágico e o segundo isquemico, dessa vez a sequela pior foi com relação ao engolir, ela está se alimentando via sonda enteral, e pode vir a usar a sonda gastro.
    Existe alguma possibilidade de participação em uma dessas pesquisas ?
    Ela hoje tem 66 anos e gostaria muito de melhorar a qualidade de vida para ela que sempre foi uma pessoa muito ativa.
    Um outra coisa é que ela é colostomizada por conta de megacolón chagásico.
    Fico no aguardo de um retorno.


    Obrigado.

    ResponderExcluir
  27. MEU IRMÃO SOFREU AVC ISQUEMICO HÁ 55 DIAS, ESTA COM O LADO DIREITO TODO COMPROMETIDO E AFETOU A FALA, COMO PODEMOS FAZER PARA IMPLANTAR AS CELULAS TRONCO??ONDE DEVEMOS LEVÁ-LO??
    FAVOR NOS ORIENTAR COM URGÊNCIA
    REJANE
    rejane@brasport.etc.br

    ResponderExcluir
  28. eu tive um avcisquémico em 2007,fiquei com o lado esquerdo paralisado
    estou fazendo fisioterapia,alguns movimentos já consegui recuperar,mas preciso recuperar todos movimentos. gostaria de saber se posso fazer o implante de células trondco e a onde?
    lua.midia1@ho9tmail.com

    ResponderExcluir
  29. Boa noite !!
    Gostaria de sabwer maiore informações, pois meu pai sofre do mal de Alzheimer, e queria saber como posso fazer para que ele possa ser voluntariono tratamento com celulas tronco.
    meu e-mail: angelofe2004@yahoo.com.br

    desde já agradeço

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário sobre essa postagem.